Prof. JFDuran

Este espaço é oriundo de um Grupo Particular criado no Facebook denominado “Educação de Surdos – Matemática/6º Ano/EAD/2018. O Grupo elaborado na Rede Social tem como finalidade divulgar datas de avaliações, conversas sobre os conteúdos abordados em sala de aula com a turma e estabelecer uma comunicação mais direta com a família dos surdos, assim como, elaborar aulas de Matemática em Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS para atender e esclarecer dúvidas dos alunos surdos.

Comecei a lecionar Matemática este ano (2018) para alunos surdos do ensino fundamental – 6º e 7º Ano na Escola Especial Professor Alfredo Dub. Desde o ano de 2000 venho trabalhando com surdos no Curso Normal (Disciplina de Didática de Matemática) e no Ensino Médio (Matemática) em outras instituições, mas nunca havia trabalhado com alunos menores, isto é, no ensino fundamental.

Percebi uma ausência significativa de materiais concretos na escola que me possibilitasse um trabalho conceitual/visual, pois esse material ajuda bastante aos alunos surdos a conceituar e  entender melhor os conceitos matemáticos  e consequentemente abstraí-los. A escola se organiza de modo que são os alunos que se locomovem para as salas de cada disciplina que compõe a grade semanal de aulas. Isso facilita bastante para que cada professor possa construir um ambiente mais visual da disciplina e dos conteúdos abordados. Mas, não foi isso que encontrei quando cheguei. A princípio isso me chocou um pouco.

Como tenho uma bagagem de 26 anos trabalhando com a disciplina de Didática de Matemática no Curso Normal em outros estabelecimentos de ensino, me fortaleceu para iniciar esse novo desafio, tentar montar uma sala visual de conceitos matemáticos para que os alunos surdos compreendam como a Matemática pode ser prazerosa e muito útil em suas vivências, já que muitos alunos não gostam da disciplina, inclusive os surdos.

Aos poucos estou construindo esse ambiente visual/conceitual/abstrato, mas como a escola também passa por dificuldades financeiras (escola filantrópica), eu mesmo tenho providenciado e custeado o material que irá compor a sala. A escola tem me ajudado, na medida do possível, em alguns materiais, inclusive ressarcindo algumas despesas. Se alguém que estiver acessando esta página e puder contribuir com a escola, é só acessar o endereço eletrônico no link acima e entrar em contato.

O Grupo elaborado na Rede Social foi pensado como uma proposta piloto, apenas o 6º Ano tem acesso. Portanto, aqui estarei postando muito deste trabalho, mas algumas coisas elaboradas para o 7º Ano também estarei disponibilizando. A turma tem na grade de disciplinas (6) seis aulas semanais divididas em: 4 aulas de Matemática e 2 aulas de Geometria. Sendo que as avaliações, apesar de serem separadas,  são somativas originando uma única nota no final do trimestre (valor final no trimestre na escola é 10).

Uma das coisas que deparei quando organizava meu material e os planejamentos, que não encontrava vídeos, principalmente no youtube, que mostrassem aulas de Matemática em LIBRAS. Não estou dizendo que não tenha, mas são raros. E, muitas vezes, não contemplam o conteúdo especificamente que estou trabalhando. Foi então que pensei em filmar as aulas e também fazer vídeos nos quais os alunos pudessem estar olhando em casa e que servissem como apoio de estudo, visto que as mães já haviam entrado em contato comigo reclamando que seus filhos não estudam em casa e que tinham muitas dificuldades de encontrar conteúdos que eu estava trabalhando em sala de aula em LIBRAS na internet, especialmente no youtube.

Então, além de alguns registros escritos e de imagens dos alunos, minhas e da sala, também serão dispostos vídeos criados por mim, os quais são geralmente anexados ao Grupo do Facebook para que sirvam de alicerce aos estudos dos alunos. Os responsáveis tem elogiado a iniciativa. E tenho percebido que isso tem ajudado no rendimento dos alunos, pois inicialmente as notas não foram muito boas, mas deu para perceber o aumento significativo do rendimento com o uso desse recurso. Percebo através dos relatos dos pais, que os vídeos completaram o tempo ocioso dos alunos em casa e estão proporcionando momentos de estudos de forma agradável, esclarecendo as dúvidas, tudo isso na Língua de Sinais.

Tentarei utilizar a mesma dinâmica de postagens que tenho disponibilizado em outros links deste site mostrando sequencialmente os acontecimentos.

 

21/4/2018 – Apresentação da proposta e abertura do Grupo Restrito no Fecebook denominado “Educação de Surdos – Matemática/6º Ano/EAD/2018:

 

Como encontrei muitas dificuldades na resolução das quatro operações básicas, resolvi retomar à princípio, a tabuada. Dessa forma, faço vídeos sondando a tabuada através das Tabelas que construí, que exploram não apenas o domínio da tabuada, diferentemente da forma tradicional que costuma-se abordar, como aproveito para trabalhar outros conceitos nelas constituídos, e indago: – Por que esta resposta está na cor azul? Por que esta resposta está na cor rosa? Existem mais respostas de que cor? Por que?

 

22/4/2018 – Apresentação da Tabela/Tabuada:

 

22/4/2018 – Geometria Primária para o 6º Ano: Introdução:

Não encontrei quase nada de Geometria Plana para a Educação de Surdos na internet. O pouco que pude encontrar não era nada pedagógico para o que estava precisando no momento, associando a figura ao sinal e aos conceitos para que os surdos pudessem abstrair e relacionar com seu cotidiano. Não achei vídeos que pudessem fazer essa relação e que abordassem conceitos fáceis de serem percebidos, por exemplo, comparando figuras, suas propriedades, diferenças e sua “dureza”. Resolvi montar um vídeo que atendesse essa necessidade e também proporcionasse aos alunos surdos a possibilidade de relacionar esse conteúdo à Língua de Sinais e aprofundar seus estudos em casa.

 

23/4/2018 – Potenciação:

Como os ouvintes, os alunos surdos se confundem muitos no momento de operação com a Potenciação. Fiz um vídeo para que, em casa, pudessem reforçar os conceitos e a operacionalização que envolve esse cálculo. Costumeiramente, ouvintes acabam multiplicando o expoente pela base. Os surdos não foram diferentes. Além de mostrar a nomenclatura composta nessa operação, demostrei qual é a função de cada número envolvido e a operação que deveria ser executada e o porquê.

 

24/4/2018 – Casos Especiais da Potenciação:

A potenciação tem algumas especificidades. Fiz um vídeo para retomar alguns desses casos para que os meus alunos surdos pudessem completar seus estudos em casa. Realizamos exercícios para praticar cada uma dessas particularidade. No final da explicação e retomada desses conteúdos, passo alguns exercícios para que copiem em casa e também os motivem a olharem o vídeo até o final. Presencialmente todas as tarefas são corrigidas.

 

25/4/2018 – Propriedades da Potenciação:

Os vídeos abaixo mostram a retomada das 4 principais Propriedades da Potenciação. O conteúdo e os vídeos foram dados aos poucos e sequencialmente para que os alunos surdos compreendessem cada propriedade específica e não confundissem uma com a outra. Em depoimentos realizados pelos familiares, essa metodologia de usar vídeos como retomada das temáticas trabalhadas em sala de aula, tem proporcionado aos alunos surdos uma oportunidade de se aprofundar em casa, servindo de âncora para esse reforço e um amparo no controle dos familiares as aulas ministradas. Ao final de alguns vídeos, constam exercícios para eles praticarem.

 

29/4/2018 – Começando a arrumar a sala:

 

 

 

29/4/2018 – Construindo o conceito da Tabuada:

 

29/4/2018 – Conceito da Potenciação e da Tabuada:

Aluna Surda explorando o Conceito da Potenciação (anteriormente discutido com a utilização de cubos de madeiras amarelos e vermelhos na construção de um muro tendo como base tijolos vermelhos(alicerce) e os amarelos para completarem a ideia de um muro quadrado) e a utilização da Tabuada dos Botões, não somente para encontrar o resultado da multiplicação, mas para associar com o material concreto (muro de madeira), as figuras que deveriam pintar e completar com as informações que faltavam e também com a Tabuada dos Botões, quando manipulando-a percebessem que TODA VEZ QUE MULTIPLICO DOIS NÚMERO IGUAIS OBTÊM-SE UMA FIGURA QUADRADA, e consequentemente, entendessem que quando o expoente é “2” numa potenciação ele é denominado QUADRADO.

 

29/4/2018 – Retomada da Tabuada:

O Coelhinho Surdo Bom de Tabuada: estarei usando sempre minhas Tabelas para resgatar a Tabuada no Grupo do Facebook para que os alunos surdos estudem em casa.

 

29/4/2018 – Retomada dos Conceitos de Geometria Plana:

Trabalhamos a construção das figuras geométricas básicas (Quadrado, Retângulo, Triângulo, Círculo), suas propriedades, diferenças, nomes, sinais, etc. Construímos figuras usando palito de churrasco e garrote. Posteriormente, os surdos retomaram algumas nomenclaturas que constituem as figuras, como: lados (quantidades), vértices (quantidades) e, principalmente, a importância de sua dureza e função na construção de edifícios, antenas, materiais, na agricultura, no dia a dia. Para interagirem mais com essas propriedades, utilizei um elástico. Levei os alunos surdos para o pátio da escola juntamente com as figuras construídas e pedi para que eles, utilizando o elástico e seus colegas, construíssem as figuras. Desta forma, associassem concretamente as propriedades que cada figura é composta, abstraindo os conceitos. Os alunos compreenderam a relação entre corpo (quantidade de colegas) e o número de vértices necessários para formar as figuras.

 

 

 

 

 

02/05/2018 Retomada da Tabuada:

Novamente a retomada da tabuada. Agora explorando outros conceitos, os quais, nas maioria das vezes, os professores não trabalham. Essas perguntas e questionamentos feitos no vídeo são recuperados na aula seguinte, e tem por objetivo se os alunos compreendem as propriedades e relações intrínsecas contidas nela.

 

04/05/2018 Um pouco de História Surda de Pelotas-RS/Brasil:

Meu envolvimento com a Comunidade Surda se estabeleceu com o ingresso de alunos surdos no Curso Normal – Habilitação Anos iniciais no ano de 2000 no Colégio Municipal Pelotense – CMP (maior escola municipal da América Latina). Desde então, estou inserido na comunidade, principalmente na educação, intensificando meus estudos e registrando de alguma forma esses momentos. Agora, mais ainda, participando desde o Ensino Fundamental até o Ensino Médio da trajetória estudantil de alguns deles. Sempre me preocupei em realizar esses registro. Hoje, posso estar dividindo esses momentos com as pessoas interessadas e com a própria comunidade. Por isso, que no Grupo do Facebook, não apenas lidamos com os conhecimentos matemáticos, mas estamos intensamente envolvidos com a cultura dessa comunidade. Nesse intuito, informei aos alunos que iria estar compartilhando alguns desses momentos com eles. No vídeo abaixo, mostro o final do estágio profissional no Curso Normal do grupo de surdos que ingressaram no CMP em 2000. Com esse vídeo, percebo como foi significativa essa caminhada, a qual trouxe muitos frutos, inclusive, alguns dos surdos que aparecem no vídeo são hoje professores da escola. Outros momentos que possuo gravados em meus arquivos, aqui também estarei dividindo.

 

10/05/2018 Revisão dos Conteúdos Abordados:

Ao se aproximar da avaliação fiz um vídeo retomando todo o conteúdo abordado em sala de aula: Potenciação, Propriedades da Potenciação, Geometria (Perímetro) e a Raiz Quadrada. Os alunos, a princípio, não se saíram muito bem nas avaliações, mas percebeu-se que foi por falta de estudo. Na recuperação paralela foi diferente, muitos aumentaram sua nota e aprovaram. Com certeza, pelos depoimentos dos pais, essa recuperação foi devido a oportunidade de estarem revendo os conteúdos. Também, comentam que a forma dinâmica em que os vídeos estão sendo elaborados, tem ajudado na atenção e no interesse de vê-los, com isso, ajudando em seus estudos. Veja o vídeo O PORCO SURDO ESPERTO EM MATEMÁTICA:

 

04/05/2018 Retomada das quatro operações:

Foi necessário dar uma pausa nos conteúdos abordados para o 6º Ano, devido as dificuldades que detectei em meus alunos na resolução das quatro operações básicas. No Grupo privado do Facebook, postei a seguinte mensagens para os pais:

“Caros Pais ou Responsáveis: Estamos começando um novo trimestre. Aos poucos vamos vencendo e superando as dificuldades e aprendendo coisas novas, nas quais nos fazem crescer mutuamente como seres humanos. A troca é recíproca e muito benéfica para todos. Pensando nisso, percebi, como professor pesquisador, que alguns alunos ainda tem dificuldades na resolução das quatro operações básicas (adição, subtração, multiplicação e divisão) – operações que já deveriam estar bem concretizadas – e resolvi PAUSAR por algum tempo o conteúdo do 6º Ano. Portanto, hoje começamos a retomar esses cálculos. Minha metodologia e meu algoritmo (processo do cálculo) ele é oriundo de muito estudo (26 anos trabalhando com didática da matemática no Curso Normal), muitas pesquisas foram necessárias para chegar a esse método no qual acredito ser o ideal tanto para surdos quanto para ouvintes ou outras pessoas que precisem de novas formas de resolução, que não seja a PÉSSIMA FORMA COMO AS QUATRO OPERAÇÕES SÃO ENSINADAS. Então pais e responsáveis, gostaria que acompanhassem a forma como eu vou estar explicando e não INTERFERISSEM NO TRABALHO DO PROFESSOR. Confiem em mim, por favor!!!! Se tiverem ALGUMA DÚVIDA quanto ao processo, ME PROCUREM. Não ensinem em casa o método que eles costumam fazer. Vou tentar ensinar de outra forma, para poder esclarecer MUITAS COISAS EQUIVOCADAS que eles tem sobre as operações. Tudo isso SERÁ COM CALMA. Não se preocupem. Eu, como professor, estarei acompanhando. Não esqueçam: muitos de seus filhos melhoraram na recuperação paralela, isso foi fruto de um trabalho que foi construído, inclusive com vocês amparando seus filhos e dando força. Quero que continuem acreditando em mim. Preciso que acreditem em mim. Não esqueçam de uma coisa: CADA FILHO OU FILHA É DIFERENTE, NÃO COMPAREM. Comparar é, ao meu ver, ANULAR SEU FILHO OU FILHA. Todos somos diferentes e caminhamos de forma diferente…. Deus foi perfeito nisso! A foto é uma imagem do que vocês a partir de hoje vão estar vendo no caderno de cada um dos alunos. Começamos representando como se compõem os números utilizando o MATERIAL DOURADO. Se vocês não conhecem o material, podem me procurar. Acompanhem no caderno dos seus filhos todo o andamento. QUALQUER COISA ME PROCUREM. Antes que me esqueça: A GEOMETRIA continua normal do 6º Ano. Abraços.”